terça-feira, 26 de abril de 2011

Não vou nada bem...

Ontem, eu estava na internet procurando vídeo-aulas de violão, quando vi uma letra de música no mínimo estranha, que ouvira há anos, mas ainda não tinha parado para entender sua mensagem.

Não me entendam mal, por favor. Eu não ouço música secular, não tenho muita vontade - apesar de reconhecer que há letras interessantes e poéticas (e mais bem elaboradas do que certos "hinos" gospel)... 

Ora, vamos. Não venham me dizer que não há um lirismo encantador em canções como esta: "Eu tenho um burrinho preto, bom de arado e bom de sela | Pro leitinho das crianças, a vaquinha Cinderela | Galinha tá no terreiro, papagaio tagarela | Eu ando de qualquer jeito: de botina ou de chinela | Se na roça a fome aperta, vou apertando a fivela | Mas, lá no meu ranchinho, pra mulher e os filhinhos | Tem franguinho na panela". Que versos meigos, gente!
Deixando a brincadeira de lado, procurei a música no YouTube. Quis ver e ouvir detalhes. A música em questão é "Chatterton", cantada por Ana Carolina e Seu Jorge. Confesso que fiquei realmente impressionada com a mensagem maléfica escancarada desta canção. É novidade para alguém aqui que o mundo jaz no maligno? Não, né? Ok. Então, não estranhe as palavras seguintes.
Com uma interpretação incrível, os dois seguem pintando, com sua canção, o retrato do homem sem Deus. Sempre com o refrão mórbido "Não vou nada bem!", após citar nomes de vários suicidas famosos e fazendo a plateia vibrar com seus palavrões. Prefiro não colocar o link dessa coisa aqui, só a primeira estrofe. É grotesca, apavorante. Será que esses dois não tinham algo menos funesto para cantar?!

Chatterton suicidou
Kurt Cobain suicidou
Getúlio Vargas suicidou
Nietzche enlouqueceu
E eu... não vou nada bem!

Gosto e desejo pela morte. Descrença, escárnio e desrespeito pela vida. Loucura e suicídio.
É exatamente isso que o Diabo faz com o indivíduo que não conhece a Cristo - tira-lhe o desejo pela vida! Rouba-lhe a esperança, os sonhos, a integridade, o amor... Até que a pessoa não sinta mais prazer em viver e se atire no despenhadeiro de pecados e abominações, chegando por vezes ao extremo de se matar, resultando em sua perdição eterna, se o Evangelho não chegar antes ao seu coração - o que, infelizmente, nem sempre acontece.

Suicídio, meus caros, é algo seriíssimo. De 1987 a 2007, a taxa anual de suicídios no Brasil pulou de 3,44 por 100 mil habitantes para 4,68 – um aumento de 36%.
Pesquisa sobre suicídios feita pela USP em 2010.
 
É verdade que nem todo descrente dá cabo da própria vida. Mas há aqueles que ficam loucos. Aqueles que procuram preencher o vazio de suas almas com vícios diversos, prostituições, infidelidades, perversões, desatinos, crenças em deuses falsos, apego a doutrinas mentirosas e religiosidades nocivas.

Quem lê, entenda: não sou ingênua a ponto de crer que haja algo de saudável nessa canção macabra. Pode parecer caretice da minha parte, mas uma canção que despreza a vida não merece nem um pingo de respeito.

Então, por que estou postando este texto sobre "Chatterton"?
Você não descobriu?
É simples...

DEUS NÃO QUER que você perca sua vida. Não me refiro só ao suicídio.
Refiro-me também à falência da sua alma, proveniente de desestabilidade emocional, fracasso financeiro/familiar/profissional, frustrações, sonhos que foram destruídos... Tudo isso pode ser evitado.
Ou você pensa que Deus gosta de te ver sofrendo? Em hipótese alguma.
Jesus não morreu na cruz em vão, não. Ele já amava você antes mesmo que você viesse a existir. Este mesmo Jesus Cristo te oferece qualidade e excelência de vida, em todas as áreas: mental, psicológica, emocional, sentimental, orgânica, social, existencial...

Que tal escolher VIVER? Que tal ser RACIONAL?
Que tal deixar que o Mestre Jesus renove sua esperança e fé na vida?
Que tal permitir a Deus que te auxilie nessa reconstrução?
Que tal receber a vida em abundância que Deus quer dar a você?

Jesus te ama, leitor(a). Confira isso no Evangelho de João cap. 3 versículo 16. Este versículo não é apenas mais uma frase bonitinha e famosa de adesivo de carro ou ímã de geladeira. Aqui há a Verdade que pode mudar radicalmente a sua vida.

P.S.: Gosto não se discute, é claro. Só que a canção "Chatterton" não passa no filtro de Filipenses 4: 8 ("Tudo o que for verdadeiro, nobre, correto, puro, amável, de boa fama, se houver algo digno de louvor, nisso vocês devem pensar"). Portanto, não me atrevo a recomendá-la para ninguém.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...