expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

"Solta o cabo da nau..." - o que significa?




Pr. André Queiroz


Na semana passada, eu pedi que meus seguidores do Twitter me retwittassem (será que esta palavra está no dicionário?) caso não soubessem o significado da frase “Solta o cabo da nau”. Fiquei impressionado com o número de pessoas que retwittaram, e mais ainda, com as opiniões que eu li a respeito do tema. Dentre várias, a melhor foi a teoria de que “Danau” era um dos grandes valentes Bíblicos!

Confesso que eu também passei vários anos sem saber o significado, mas agora que eu descobri, quero compartilhar com vocês. Segundo a Wikipédia, 'Nau é uma denominação genérica dada a navios de grande porte até o século XV usados em viagens de grande percurso.' Eu sou um leigo a respeito de barcos e navios, por isto, nunca imaginei que nau era um navio, eu pensava que nau era o nome de alguma parte de dentro do barco.

Soltar o cabo da nau significa simplesmente soltar o cabo que está segurando o barco no porto, para que ele possa navegar tranquilamente pelo oceano, é simples assim. Mas a razão de eu estar escrevendo esta mensagem é para apontar o fato de que muitos de nós, inclusive eu, estivemos cantando uma música durante anos, sem saber o significado dela!

Alguém disse que a hora que o crente mais mente é durante o louvor na igreja, pois, muitas vezes, canta algo que não é realidade em sua vida. Creio que esta frase é verdadeira, no entanto, estas pessoas estão mentindo na inocência, pois nem sequer estão prestando atenção nas palavras pronunciadas. Cantam, pois a melodia é bonita ou, por que em determinado momento da canção existe uma frase de efeito que chama a atenção. Por exemplo, em uma música de um cantor brasileiro (que eu respeito muito), existem duas frases que, juntas, não fazem o menor sentido: “Vem tuas águas agitar, pois eu quero nadar no teu rio”... Agora eu pergunto, nadamos melhor com as águas tranqüilas ou com as águas agitadas? Você já tentou nadar em meio a ondas agitadas?

O pior ainda é quando cantamos princípios que não condizem com a Palavra de Deus! Eu reparei que, em uma música muito conhecida no meio evangélico, cantamos algo que vai contra os mandamentos de Jesus de orar pelos nossos inimigos, e orar por aqueles que nos perseguem. Segue um trecho da letra:

Quem te viu passar na prova
E não te ajudou
Quando ver você na benção
Vão se arrepender
Vai estar entre a platéia
E você no palco...


Eu não creio que, momento de louvor da igreja, precise ser necessariamente um período com letras muito profundas e difíceis de entender. Creio apenas, que precisamos ter consciência daquilo que cantamos dentro da igreja, pois o louvor precisa ser consciente e bíblico.

-----------------------------
Este post e outros interessantes, você encontra em:
http://www.andrequeiroz.org
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...